Tem mais fotos no meu Flickr, clique aqui, para ver.

 

As pessoas são um detalhe a parte. Três características e você está diante de um uruguaio:

 

Cheiro:

Todos que cruzaram nosso caminho eram muito gentis e solícitos. Peça uma informação e eles vão, paciente e pausadamente, te responder. Absolutamente todos com quem falamos, eram simpáticos. Mas, segundo meus cálculos, 90% dos uruguaios tem o mesmo cheiro. Tanto no bairro mais pobre, quanto no mais rico, você vai sentir o mesmo perfume. Não sei se está certo, mas me parecia sândalo. Sei lá, algo doce demais.

Drink:

Por onde você andar, vai ver dezenas de pessoas (jovens, idosos, homens, mulheres…), carregando o mate embaixo do braço. Mate é a cuia, o chá em si, chamam de erva.
Sério, eles devem ter L.E.R., de tanto que fica na mesma posição, com a garrafa térmica (para levar a água quente) embaixo do braço e a cuia (com o chá pronto) na mão. Quando nascem, ao invés de sapatinhos, os bebês devem ganhar um kit desses, pra sair da maternidade.

 

Look:

Praticamente todas as mulheres usavam o mesmo tipo de
sapato. Os modelos (a parte de cima) podem variar, mas as solas eram plataformas
desproporcionais, assim:

 

*Modos:

Por fim, algo que percebi por lá, foi que as pessoas não fazem cerimônia para enfiar o dedo no nariz, se sentirem necessidade. E pegam o teu pão, com a mão mesmo, sem guardanapo.
Mas as ruas são bastante limpas, se comparadas com nosso Centro, do Rio de Janeiro, por exemplo.

Vai entender…

Disqus

casadocecasa

Wordpress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *