Eu tinha um post sobre os tapetes de yoga, que nunca veio para o blog. Nele eu falava, entre outras coisas, do cheiro de chulé daqueles que são fornecidos pelos estabelecimentos. Dava nojinho colocar a cara no lugar por onde pés, que eu não sei da procedência, passaram.

Enfim, apesar de ter comprado um só para mim, também suo. E claro, ele vai no chão. Quer dizer, mesmo que você tenha seu próprio tapete, e seja uma pessoa asseada, uma hora ele vai precisar ser limpo!

Dá para lavar. Leva pro chuveiro e usa um pouquinho de detergente ou sabão de coco, se preferir. Depois, deixa secar bem. Eu deixei uma hora ao ar livre, em um dia de calor, mas quando fui usar, percebi que ainda estava meio úmido.

Deve ter quase um ano que o tenho e ainda não havia lavado. Não precisava por mim, mas pelo chão onde ele fica, que é usado para outras atividades e por pessoas de sapato.

Enquanto pesquisava a melhor forma de limpa-lo, achei uma infinidade de sites mostrando um limpador que dá para fazer em casa e colocar num vidrinho, para borrifar e secar com um paninho, depois da prática. Achei uma boa ideia e resolvi fazer.

Esbarrei em um problema. Todas as receitas falavam em um tal de witch hazel. É uma água de amamélia. Se procurar, até tem por aí para comprar, mas eu acabei pesquisando mais sobre essas plantas medicinais e descobri uma outra “água”, bem mais interessante: o hidrolato de malaleuca.

Óleos essenciais são super concentrados e não podem ir direto na pele. Já os hidrolatos são substancias bem menos concentradas, mas ainda muito potentes, que podem ser usadas direto na pele. O substituto perfeito para o witch hazel.

A malaleuca, também conhecida como tea tree,  é um poderoso bactericida e fungicida (e muitas outras coisas).

Mas vamos à receita:

– 4 partes de água destilada (que foi um parto para achar! Pode substituir por água filtrada)
– 1 parte de hidrolato de tea tree
– algumas gotas de óleo essencial do seu gosto (usei lavanda, que além de adorar o cheiro, esse óleo também é um forte bactericida e fungicida)
vidro com borrifador
Mistura tudo no frasco e pronto!

Dica #1: Quantas gotas? Na receita que vi, era 1 gota para cada 30ml (total). Mas não tem conta certa, pode ser mais ou menos. Só lembre que o cheiro é muito forte, então não se empolgue.

Dica #2: dizem que alguns óleos degradam o plástico e, por isso, é melhor um recipiente de vidro. Eu não tinha, então foi no plástico mesmo.

Dica #3: ao invés de usar o hidrolato, pode ser só água e óleo essencial, se você só tiver eles. No caso, o óleo de malaleuca vai em maior quantidade. Na receita original, eram 15 gotas, para 300ml. Então, mudando nossa medida padrão, é 1 gota para cada 20ml.

Dica #4: você pode fazer vários e presentear amigos! Essa água é ótima para perfumar ambientes, armários e até passar no corpo para aproveitar as propriedades dos óleos. Crie um rótulo legal… e espalhe amor com cheirinho bom!

Esse é o meu:

(imagem de capa: http://www.wikihow.com/images/2/2d/Wash-a-Yoga-Mat-Intro.jpg)

Disqus

casadocecasa

Wordpress

2 respostas para “DIY: Borrifador para limpar tapete de yoga ou perfumar o ambiente”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *