1) Minipresso, é o tipo aeropress, para fazer café em qualquer lugar! 2) garrafa de chantilly, porque é a finalização perfeita. 3) moedor de grãos (continue lendo, para entender a importância) 4) um bom café em sachê, tipo E.S.E.

Já que falamos em café essa semana, vou fazer uma listinha de desejos.
Quem gosta muito de uma coisa, não precisa explicar o porquê. Tem quem não goste, mas eu amo café e sei que não estou sozinha no mundo.  


Então, o primeiro #euquero do blog será sobre ele. Afinal, na minha opinião, não tem nada mais gostoso que um café espresso com bolo, numa tarde chuvosa. E tendo os equipamentos e técnicas corretos, fica ainda melhor. 

Um café espresso bem tirado possui uma crema (a espuma) cor-de-avelã, densa, a ponto de deixar marca na borda da xícara. E tem toda uma ciência para ser feito. 

– O grão tem que ser de qualidade, os melhores são arábica.
– Deve ser moído, preferencialmente, na hora do preparo, porque oxida e muda as principais propriedades: sabor e aroma.
– A moagem deve ser correta. A gramatura para o espresso é diferente do pó para filtro e para prensa francesa. E um bom moedor, faz um pó homogêneo.
– Precisa ser prensado com a força certa. Pouca força faz o pó ficar solto, muito forte, não passa a água na velocidade correta.
– A água não pode estar fervendo (100ºC), porque queima o café. Dizem que, na primeira bolha, apaga-se o fogo.
– O tempo de extração deve ser de 25 a 30 segundos (menos de 20s, não fica cremoso, com mais de 30 segundos, o café fica amargo).
– O ideal é provar, antes de adoçar. Assim, você sabe exatamente qual a quantidade de açúcar necessário.

Se você não tem um moedor, é meio caminho para dar errado. Foi aí que a Nespresso e tantas outras marcas ganharam espaço. As cápsulas são fechadas à vácuo, que impede do ar entrar e oxidar o pó, mudando suas características. É por isso que não tem erro, a gente sempre vai sentir o mesmo sabor, quando usa uma máquina de café em cápsulas.

Tem também a versão em sachê. Eles são prensados à vácuo e embalados, o que também reduz as perdas. Além de manter o padrão de quantidade (gramas) de café adicionado na hora do preparo.
Eu tenho a Dolce Gusto e uma máquina comum, que aceita esses sachês do tipo E.S.E., mas ainda não encontrei em lojas físicas, só pela internet. Queria testar, porque ela está encostada. (Sachês E.S.E. não são do tipo Senseo. Esses são maiores e não entram na máquina comum, só na própria Senseo.)
E aí, depois disso tudo, quem me acompanha num café?

(imagens: http://www.wacaco.com/ | http://www.cafestore.com.br/ | http://www.agenciacervantes.com/ | http://www.cafeshop.com.br/)

Disqus

casadocecasa

Wordpress

Uma resposta para “#euquero: Café”

  1. Oi Ana!!! Sabe que eu também amo um café? Mas não foi sempre, é algo totalmente recente. Mas aqui em casa fazemos da forma antiga, esquentando a água na chaleira, colocando na garrafa térmica… adoro! É ótimo para começar o dia com pique total.
    Também adoro o expresso, com esse creme que você citou, não conhecia toda a ciência por trás, mas adorei saber um pouco mais!!!
    Beijo grande! Thamyrez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *