Esses dias resolvi fazer uma faxina geral. E isso me trouxe alguns momentos de reflexão. Limpeza por fora e por dentro, por que não?

1. Atualizar o layout do blog

Já estava incomodada fazia tempo. Depois que descobri que as fotos no celular, carregavam erradas, decidi que não dava mais pra adiar. Eu não crio layouts do zero, mas procuro até a última esquina sombria da internet, atrás do que mais se aproxima do meu gosto. Pego e vou editando, onde consigo.
Não mudou drasticamente, mas nos detalhes, sim. Ele estava muito poluído e não tinha a minha identidade.

Coincidentemente, esses dias li um post do blog de uma coach americana, que acompanho, onde ela questionava a si e a nós leitoras, se nós vestiríamos nosso blog. Curiosa a relação, mas muito pertinente! É nossa identidade. E onde melhor que nosso armário, pra conhecer quem somos?
Está em inglês, mas vale a leitura: http://christinetremoulet.com/would-you-want-to-wear-your-website-branding-thoughts

Meu blog? Preto, branco, tons de cinza e uns toques de cor (rosa antigo, vermelho, amarelo ou verde). Estampas, só listras, bolinhas ou padrões bem definidos. Visual clean, respeitando espaços vazios. Um ar tranquilo, porém urbano e contemporâneo.

2. Diminuir o número de redes sociais

Não deu pra sair de tantas, mas até as que ficaram, tenho usado menos.

Já li por aí que quem tem blog deve estar em todas as redes, pra atrair público. Acredito que seja isso mesmo. Mas tem umas onde, sei lá, não me sinto a vontade. Tem umas, tipo Facebook (as páginas), que são mais estratégicas. Mas a maioria só serve pra fofoca ou briga. E sinceramente, eu só quero ver coisas bonitas e inspiradoras. De ruim, já basta o medo de sair na rua.

Além disso, nunca fui muito popular, então, tenho poucos “amigos”. Fora aqueles que se afastam porque você não tem mais algo a oferecer (e claro, ou que eu quis afastar). Verdade é que quase não vejo mais gente! Estranho, eu sei. Mas nem ligo.

Por outro lado, os que se aproximam, são realmente relevantes e tem algo a acrescentar. Nem que seja  dar um sorriso. 🙂

3. Diminuir os aplicativos

Fui procurar um app pra editar uma foto e fiquei perdida. Abri um por um, testei e pensei o quanto eu uso ou posso usar num mês. Aquele app de aplicar texto bonitinho, que nunca foi usado, mas era legal? Foi embora. E tantos outros!

Tento, ao máximo, ter só o que preciso e é útil. Eu sei que tem espaço sobrando, mas essa quantidade excessiva de informação, acaba gerando estresse, mesmo que de forma inconsciente. O que me levou ao próximo item.

4. Diminuir o uso da internet

Fiz um cronograma para a semana e ocupei meus dias com tarefas que me gerem algo positivo, como pedalar, fazer a comida, estudar, definir o dia em que faço os posts do blog… entre essas atividades está, também, o momento de desligar um pouco. Que eu acabo usando na internet, já que da televisão, passo longe.

Fiz isso porque estava acostumada a uma rotina de procrastinação e tédio. Quase não tinha o que fazer no trabalho então ficava vagando pela internet o dia todo. Agora a história mudou e se eu não fizer nada, tudo sai ainda mais do eixo. Então, planejar é essencial. Mesmo que eu acabe não cumprindo tudo, algo vai ser feito. E fica o incômodo da tarefa não cumprida. Reeducação, eu diria.

Além disso, estudos mostram que evitar o uso do computador antes de dormir, melhora a qualidade do sono. Como eu tenho, quase sempre, péssimas noites, estou testando.

E você, já tentou fazer alguma dessas coisas? Reduziu algo, para melhorar? Qual foi a sensação? Me conta!

Disqus

casadocecasa

Wordpress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *