Eu não vou mentir, essa luminária foi uma das coisas mais complexas que já fiz até hoje. Não que ela seja uma peça complexa, mas eu nunca havia feito nada com tantos materiais, partes e com um “projeto de engenharia” envolvido. Então, como marinheira de primeira viagem, te digo que apesar de estar meio tortinha (só se olhar bem), fiquei completamente apaixonada pelo resultado final e extremamente orgulhosa de ter conquistado pequenas vitórias ao longo do caminho. Mas não se engane, te digo que realmente tem que ter paciência e boa vontade pra fazer.

Como esse mês o tema do DIY Coletivo é livre e eu já estava com esse projeto na mente, resolvi que usaria ele.

E peço desculpas por não ter fotos de todos os passos detalhados. Eu tinha receio de não dar certo, então terminei tudo sem fotografar. Mas acredito que a explicação já ajude. Como disse, não é algo complexo, foi mais desafiador do que qualquer outra coisa.
E eu só pintei no final, pelo mesmo motivo: primeiro precisava ver se ia dar certo. Não ficou exatamente como queria e vou tentar outras soluções no futuro.

Vamos ao material que eu usei:

Mas deixa eu explicar uma coisa antes… acho essa foto do material importante pra você ver as peças de madeira soltas, mas ela foi feita no início de tudo e o projeto foi um pouco modificado no meio do processo. Faltam parafusos, o suporte e o cachepot, porque no início eu tinha em mente usar um pote de Glade como base do abajur, e deixar pendurado. Só que não deu certo, mas aí eu já havia prendido tudo, então não pude refazer a foto do material, ok? Ok. Agora sim, vamos lá:



– 3 ripas de madeira
– um pedaço de madeira para a base (a minha tem 15 x 8cm)
– suporte em L
– 2 parafusos grandes
– 3 parafusos pequenos
– 2 porcas
– 4 pregos
– 1m de fio paralelo
– bocal
– plugue macho
– cachepot de alumínio
– tinta acrílica

Como eu fiz:

– Meu primeiro desafio (e primeira vitória) foi descobrir como conectar o fio no bocal e no plugue. Depois que fiz, percebi que não tem muito o que errar. Você separa uma parte das duas pontas do fio e desencapa uns 2cm de cada ponta. Ai enrola e prende no parafuso que vem no bocal. O mesmo vale para o plugue. Rebolei pra consegui fechar, mas acho que foi mais incapacidade minha do que um problema do material. (qualquer dúvida, Google me ajudou, pode te ajudar.)
– Fio pronto, vale testar e ver se liga, né? Vai que…
– Agora é hora de cortar a madeira. Eu fiz cada braço com 25cm de altura e achei um ótimo tamanho. São dois pedaços da mais fina e 1 da quadrada. Para o suporte do pé fiz 2 pedaços de 5cm.
– Então fura tudo. No meio dos suportes do pé, um furo em cada ponta da ripa quadrada e 1 furo numa das pontas de cada ripa de 1,5cm.
– Aí é correr pro abraço. É só prender tudo com os parafusos grandes.
– A madeira da base é nada nobre.. é a lateral de uma caixa de pinha, que comprei (amo pinha!). E por isso tem 15 x 8cm, foi o tamanho que veio.
– Eu marquei essa placa e prendi os pregos pelo lado de baixo, vazando em cima, pra fixar o suporte. E também passei cola.
– Agora a parte mais chata: furar o “abajur”. Que dor de cabeça. Usei 3 potes diferentes e só consegui melhor resultado com o cachepot de alumínio. Eu deveria ter usado um sem pintura, mas esse estava perdido aqui em casa e eu já a ponto de desistir.
– Peguei o bocal, marquei no fundo e fui furando com um prego e martelo até soltar. Dá próxima vez, tentarei com a furadeira, pra não afundar as bordas.
– Tem que fazer um furo na lateral pra prender no suporte.
– Enquanto furava, a tinta original descascou com os amassados que acabaram acontecendo. Lixei e pintei por cima e ficou quase imperceptível. Por isso um sem pintura ou usar a furadeira, seria ideal.
– O que me desagradou mesmo foi o acabamento da tinta. Eu cismei que queria cobre, comprei um spray Colorgin especialmente pra isso e o danado entupiu! Aí acabei usando uma acrílica metálica no pincel mesmo. A cor é mais bonita, mas eu não tinha rolinho. Tudo bem que no final acabei gostando da textura tipo linho, mas não era o que eu tinha em mente.
Moving on…
– Pra prender o bocal na lata, nem precisei passar cola porque o buraco ficou certinho e só encaixei.
– Por fim é prender o suporte na base de madeira e o abajur no suporte.
– Finalizei usando aquela técnica de dipping, que falei na outra semana.

 

 

 

E no final, mesmo depois de cortar, lixar, prender madeira, furar 2 potes e 2 latas… saí com 0 farpas, 0 cortes e 0 unhas quebradas! Vitória, minha gente!

Este post faz parte do projeto DIY Coletivo da Equipe SOS Decor. Pra ficar por dentro de todas as blogagens, ou participar das próximas edições, basta ficar ligado na fanpage do Facebook  ou no nosso perfil no instagram.

 

Não deixe de curtir a página do blog no Facebook!

Disqus

casadocecasa

Wordpress

11 respostas para “DIY Coletivo: Luminária Pixar”

  1. O que falar sobre essa luminária maravilhosa?
    Sério, estou sem palavras para fazer comentários, pois simplesmente a achei maravilhosa e pouco me importa se ela está um pouco torta!!! Ela está demais! E com certeza te trouxe muitas alegrias, em cada vitória!!!
    Amei também as fotos!!! Arrasou, seu projeto vai contribuir muito para a nossa comunidade!
    Beijo grande! Thamyrez

    • Muito obrigada, Livia!
      Desistir eu não desisto, só fico com medo de ficar fazendo o passo a passo e depois dar errado, como já aconteceu. Então vou fazendo, depois vejo se o resultado vale a pena de ser mostrado. 🙂
      Obrigada pela visita!
      Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *