Antes de mais nada, “um corpo melhor” quer dizer que estou falando do MEU corpo. Porque desde que comecei a trabalhar de home office, percebi que engordei bastante. Não sei quanto, não sou neurótica com a balança, mas sou com a forma do meu corpo. E ele não está me agradando em nada.

Devo isso à formula mágica: sedentarismo + alimentação errada.  Não tenho mais que fazer as pequenas caminhadas do dia a dia como ir até o ponto de ônibus ou levantar para pegar uma xerox. Está tudo perto demais de mim. Fico, basicamente, entre o quarto, banheiro e cozinha, a semana toda. Até tiro 40 minutos do dia pra pedalar, mas não tem sido suficiente.

Então, buscando uma forma de mudar esse quadro, achei algumas dicas que estou começando a tentar. E vou compartilhar aqui, tanto para me forçar a cumprir minha meta, quanto, quem sabe, ajudar alguém que esteja na mesma situação.

As dicas são bem básicas e nem preciso dizer que o ideal é procurar ajuda profissional, né? Elas são apenas para das aquele ânimo inicial, que é o que eu preciso pra começar. Vamos lá!

1. Exercícios são inevitáveis…

Não adianta, para emagrecer é preciso ter um saldo de calorias no dia e exercícios ajudam, se você não quer passar fome (que nem é legal, de qualquer maneira!). Tem quem diga que é possível só com dieta, mas no meu caso, preciso gastar o extra que tenho.
Por isso, planejei meus dias para sempre fazer uma pausa de 1h30, que dedico aos exercícios. Com a ajuda de um app (esse da Nike), faço uma série por 40min e em dias intercalados, caminho e pedalo. Além de praticar um pouco de yoga depois.
Fazer isso em casa pode dar preguiça, mas requer o mesmo foco que se fosse pra uma academia. Perdi a conta de quantas vezes eu deixei de ir treinar por nada. Então, no meu caso, mesma coisa.
Mas encontre seu lugar! Tem gente que ama correr, tem quem prefira cross fit ou então natação… O importante é achar o que te estimule a continuar e não desistir depois de 1 mês.
Bônus: Se você também fica muito tempo sentada, a cada 1h levante e dê uma volta. Alongue um pouco e tente trabalhar uns minutos de pé.

2. …Mas vai devagar!

Eu cometi um erro, assim que resolvi mudar: fiz tudo ao mesmo tempo. Eu mudei minha alimentação, restringi as calorias ingeridas e já engatei nos exercícios. Em 4 dias o corpo pifou.
ACHISMO: Acredito que eu deveria ter mudado a alimentação e esperado uma semana para o corpo se adaptar e o metabolismo entrar nos eixos, para, só então, começar os exercícios.
Outra coisa importante de ter em mente, é essa frase aí da imagem. Sempre que estou caminhando mais devagar ou não consigo terminar a série, penso “ok, com o tempo você melhora, o importante é fazer e você ainda está melhor do que se tivesse ficado parada”. SEMPRE lembro disso.

3. Beber 2l de água é importante

As vezes eu passava um dia inteiro sem beber um gole de água. E desidratação tem uns sintomas que a gente nem sempre associa, como dor de cabeça, por exemplo.
Passei a manter uma garrafa de 1,5l na minha frente e agora esse é o mínimo que bebo todo dia (dias quentes, vai mais). Além de melhorar o funcionamento geral do corpo, ajuda a manter uma saciedade por mais tempo. Só evito assim que termino uma refeição porque diluir o suco gástrico é ruim pra digestão. O único inconveniente é o xixi toda hora.

4. Controlar as calorias

Pra controlar as calorias diárias, eu uso um app de diário alimentar. Mas é só pra saber se eu não estava me alimentando “de menos”, porque a ideia é equilíbrio. Então, bom senso basta. A gente sempre sabe que está bem quando come salada e pisa na bola quando enfia a cara numa torta. Nem precisa de números pra isso. E essa é a famosa reeducação alimentar. Trocar a comida “gorda” pela magrinha e fazer compensações quando comer algo que deu vontade, mas não devia. Também não tem porque se privar pra sempre de tudo que é gostoso.
Bônus: se quiser um doce, prefira um pedacinho de chocolate 70% pra cima. Tem menos açúcar e por ser amargo, sacia a vontade mais rápido.

5. Comer, ao invés de beber frutas

A dica que vi, falava que sucos, geralmente, tem mais calorias porque tem açúcar e conservantes. Veja bem, nunca, jamais, você vai me ver bebendo um suco de caixinha. E quase nunca adiciono doce, então a dica não é pra mim.
MAS a ideia que tiro daqui é que um suco é digerido mais rápido, por motivos óbvios… então prefiro comer a fruta, pela saciedade que ela proporciona em comparação ao suco.
Só cuidado com a quantidade, porque fruta implica em frutose = açúcar.
Bônus: se você curte suco verde, é uma boa pedida. EU não consigo beber.

6. Diminua a velocidade

Eu como MUITO rápido. Tem sido bem difícil, mas estou tentando pisar no freio. Dizem que isso faz saciar antes de continuar comendo com os olhos.
Bônus: usar pratos menores, para eles parecerem mais cheios, enganando os olhos.

Imagens: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6

Não deixe de curtir a página do blog no Facebook!

Disqus

casadocecasa

Wordpress

2 respostas para “Semana Saúde – 6 dicas para um corpo melhor”

  1. Oi Ana!!!
    Post legal esse, é sempre bom ver dicas sobre estilo de vida saudável, é inevitável a comparação… Não tem jeito!
    Tem umas coisas que eu tenho melhorado bastante, como por exemplo beber água, comer frutas… Bem, não preciso diminuir a velocidade, pois já sou bem lenta, quase parando…
    Agora uma coisa que acho bem difícil é escolher o que é saudável da gordice… Isso eu acho bem difícil, mas tenho evoluído, aos poucos!
    Beijo grande! Boa sorte na empreitada!
    Thamyrez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *