Hoje não tem passo a passo porque não registrei, mas vou te contar sobre o rack que eu e o namorado fizemos pra sala dele. Detalhe: ele foi feito há mais de um ano, mas só estou mostrando agora porque caiu no esquecimento. My bad…

 

 

Depois de uma pequena grande mudança, a casa precisava de um rack novo, mas como estávamos em dúvida sobre nos mudar ou não, decidimos fazer um ao invés de comprar algo caro.
E ele nos custou mais ou menos R$100! (R$30 de madeira, R$20 de verniz, R$20 de rodízios, R$15 de contact e uns R$10 de tinta).
Ele foi feito com placas de MDF de 2cm de espessura e uma das exigências do namorado era que ficasse alto, com a tv na direção dos olhos. Então acabou que ficou esse vão grande como espaço interno. (Eu gosto? Não. Mas não era meu.)
Preferimos não colocar portas por medo de não saber fixar e estragar tudo. Mas colocamos rodízios para facilitar a limpeza e deixar com um visual mais moderninho.

 

 

Medidas:
Pedimos na loja pra cortarem o MDF em 2 placas de 1,20x40cm, 3 de 60x32cm e 1 de 45x35cm para a prateleira. O fundo é de um compensado bem fino (0,5cm) de 1,20x60cm.
As distancias ficaram de acordo com os eletrônicos que ele tinha na época (45cm para o vão menor e  75cm para o maior.)

 

Pintura:
Aplicamos 2 demãos de tinta pva e 2 de verniz spray pro tampo e base.
As laterais foram encapadas com 2m de contact mapple.
E o fundo ficou na madeira original do compensado (sem verniz, pra não escurecer e perder o tom avermelhado).

 

Fixação:
Juntamos  todas as placas com parafusos: 2 pra segurar cada lateral no topo e base. E a prateleira na base.
Ou seja, foi um total de 14 parafusos de 5cm. Mais 16 de 1,5cm de comprimento pra fixar os 4 rodízios. Eles precisavam ser menores que a espessura da placa de MDF ou então vazariam pro outro lado!

 

 

E no final das contas, achamos que o resultado foi satisfatório pra um primeiro projeto grande, cheio de medidas precisas. E concordamos que se ela durasse 1 ano, estaria de bom tamanho.
Está completando agora 1 ano e resistindo muito bem. Sequer entortou! O único sinal de estrago é que as borrachinhas dos pés dos aparelhos parecem grudar no verniz e arrancam a tinta quando mudamos de lugar. O que é um problema da pintura e não da estrutura, então está ótimo só isso, não?!

Disqus

casadocecasa

Wordpress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *